sexta-feira, 17 de outubro de 2008

"Mente antagonista"



Dias de ontem...
Tempo em que a tempestade era incessante,
E minha tranqüilidade parecia distante...
Passaram-se dias ríspidos,
Sentia que seguia um esguio...
Um eterno esguio sombrio.
Mas ainda sim, mantive meu brio.

Dias de ontem...
Aqueles em que ao anoitecer ansiava pelo amanhecer.
Porque às vésperas da inconsciência...
Torturava-me com pensamentos aflitivos.
E assim foram os dias sucessivos...
Ontem eu tive até saudade do futuro.
Como se estivesse em cima do muro,
A olhar o que poderia vir, o que eu conseguiria atingir...
E então sentir falta de tudo aquilo que vivi pra conseguir.
Por um momento senti estar vivendo o resultado do meu vigor...
Parecia uma história repetida.
Mas logo voltava a realidade...
E sentia a insegurança ao lembrar do esguio.
Aparentava ser penumbra...
E eu inócua.
Me sentia sem alicerce,
Mas tinha o preceito de construí-lo, vencer a tempestade e seguir adiante.
Parecia assustador,
Parecia impossível.
Hesitei da capacidade por algum momento, mas me atirei ao mar em fúria.

Dias de ontem...
Eu apenas almejava o outro lado da margem.
Foram-se os dias eternos...
Porque minha constância tornou-os imortal.
E toda tempestade se consumiu.
Talvez tudo isso não existiria...
Ou nunca existiu.
Foi apenas a minha mente que me iludiu.

por: Lindsey Soren

Um comentário:

danyllo disse...

Fã número um. *-*

#1 !